quarta-feira, 15 de julho de 2009

Definições


Reconhecimento: Essa primeira etapa da higiene ocupacional é muito importante, pois se um agente tóxico não for reconhecido, não será avaliado nem controlado. Se na etapa de reconhecimento descobrirmos que as concentrações ou exposições estão muito acima dos limites de exposição, iniciamos logo a etapa de controle, pois avaliar um ambiente de trabalho dessa ordem é desperdiçar recursos da empresa, pois enquanto estivermos fazendo avaliação, estamos investindo dinheiro sem que o trabalhador se beneficie desse investimento. Após estabelecidas as medidas de controle, iremos fazer uma avaliação para verificar se as medidas adotadas foram suficientes para adequar o ambiente de trabalho.


Avaliação: É uma etapa importante por ser uma ferramenta de prevenção de doenças do trabalho, pois, se o ambiente for saudável, possivelmente não teremos doenças profissionais, e se a avaliação ambiental não for feita ou realizada não for feita ou realizada de maneira inadequada, só descobriremos essa falha quando o trabalhador adoecer - e aí já tarde demais. Além da avaliação quantitativa, temos também a avaliação qualitativa com o mapa de riscos.

Existe uma responsabilidade muito grande quando se faz uma avaliação ambiental, pois se houver falta na estratégia ou na metodologia, o trabalhador correrá riscos de estar em ambiente insalubre, sem que a empresa tenha tomado so devidos cuidados.


Medidas de controle: Após o reconhecimento e avaliação,vem a etapa de controle desses agentes, que deve ser feita preferencialmente através de medidas de engenharia, protegendo o ambiente de trabalho.


De modo geral para todos os agentes, as medidas de controle devem ser adotadas, priorizando-se a sua eficiência, isto é, em primeiro lugar as que se referem à fonte, seguidas das que se referem ao percurso finalmente as relativas aos trabalhadores.


FONTE -> PERCURSO -> TRABALHADOR
(Medidas relativas ao ambiente)


Adotamos primeiro as medidas relativas à fonte, pois se ela não produzir contaminantes não teremos problemas, porém se as medidas de controle adotadas na fonte não forem suficientes, iremos impedir que esses contaminantes se espalhem pelo ambiente através de medidas de controle no percurso. e se estas ainda não forem suficientes, deveremos adotar a última linha de defesa que é a relativa ao trabalhador.

Nenhum comentário: