domingo, 19 de julho de 2009

Etiqueta e Comportamento Pessoal


Regras Básicas


Evite o "Muito prazer em conhecê-lo (vê-lo)"; prefira "Como vai?"; "Tudo bem?"; e para despedir-se vale um "Até Breve"; "Até logo".


Sempre o menos importante se apresenta ou é apresentado para o mais importante, ou seja, senhor para senhora, mais moço para mais velho, etc.


Para determinar a importância, deve-se levar em conta consideração:
Idade, Sexo, Posição Social, Posição Política e Hierarquia.

"Vocês já se conhecem, não?" é uma forma de apresentar as pessoas, mas, na dúvida, não use.
A resposta pode ser negativa.

Mulheres não se levantam. São cumprimentadas sentadas.

Homens se levantam sempre. Mesmo que seja para cumprimentar outro homem.

Sempre faça a apresentação com nome e sobrenome. Pode parecer esnobe, mas não é. Vale como uma referência importante.

Se for uma pessoa conhecida, famosa ou homenageada, pode-se dispensar a apresentação com o nome e sobrenome da mesma. A pessoa que está sendo apresentada tem seu nome e sobrenome anunciados.

Não se cumprimenta com contato físico à mesa (beijos, abraços ou apertos de mão). Acena-se com a cabeça, e a saudação é geral.

Exercite a memória, procurando guardar a fisionomia das pessoas. Não há mais desagradável do que o famoso "Muito prazer" pela segunda ou terceira vez.

Podemos e devemos nos apresentar; facilita o entrosamento e quebra o gelo. (Olá, como vai?, Eu sou Antônio).

Saudar com um sorriso sempre. Lembre-se de que a primeira impressão é a que fica.

Ao apresentar um casal a alguém sempre diga o nome dos dois: Exemplo: "Paulo e Cintia de Almeida", e jamais "Paulo Almeida e senhora".

Os homens devem dizer: "quero lhe apresentar minha mulher..." Deve-se utilizar o termo esposa quando nos referimos formalmente à mulher de alguém.

As mulheres devem utilizar o termo marido em qualquer situação.

Sempre apresente as crianças dizendo seus nomes. É o começo do treino social.

Mantenha os olhos nos olhos, e sempre tire os óculos escuros.

O aperto de mão não deve ser frouxo "com a mão mole", nem exagerado "aquele que chega a machucar", e em grupo é dispensável; cumprimentar-se com um movimento de cabeça e vale uma saudação geral.

No Brasil existe o hábito de dar beijos (nos EUA, por exemplo, o hábito de beijar como cumprimento ainda é novidade, e na Europa, um beijo é o correto).

O antigo costume de beijar a mão de uma senhora, apesar de pouco usado, ainda é válido.

Ao apresentar as pessoas, conte algo de uma para a outra (profissão, hobby, etc.) Isso dá início à conversa e ela pode deslanchar.

Não usar como referência nada que não seja algo presente na vida de alguém, como: "ele/ela é ex de fulano/fulana" ou "ele/ela foi presidente do banco tal".

Ao encontrar um velho amigo, caso acompanhado de outra pessoa, faça uma breve apresentação e, mesmo que seja um amigo de quem as saudades são imensas, atualize meios de contato e marque um próximo encontro.

Dispense a mesma atençaõ a um casal ou dupla, independentemente da fama ou importância de cada um.

Não existe negação a ninguém. Não tente ser aquilo ou alguém que você não é.

Quando alguém se junta a um grupo que já estava conversando, é gentil que se faça um breve resumo do que estava sendo falado.

Ao cumprimentar ou reunir-se a um grupo onde apenas uma ou duas pessoas são conhecidas suas, lembre-se e saudar a todas as demais.

Nenhum comentário: