sábado, 18 de julho de 2009

Pés de imersão


Quando so trabalhadores permanecem com os pés umedecidos ou imersos em água fria pro longos períodos, provocando estagnação do sangue e paralisação dos pés e pernas.



Uma condição dos pés, produzida por exposição prolongada dos pés à água. A exposição por 48 horas ou mais à água quente, causa pés de imersão tropical ou pés de imersão à água quente, comum no Vietnã, onde as tropas eram expostas a caminhadas difíceis na água, repetidas ou prolongadas, em campos de arroz ou rios. O pé de trincheira resulta da exposição prolongada ao frio, sem congelar realmente. Era comum nas trincheiras de guerra durante a Primeira guerra Mundial, quando os soldados permaneciam, algumas vezes por horas, em trincheiras com algumas polegadas de água gelada dentro delas.
O pé fica pálido, gelado e viscoso e a circulação diminui. A infecção pode ocorrer quando o pé de imersão não é tratado. O tratamento consiste basicamente no aquecimento suave, secagem e limpeza do pé. A seguir, o pé deve ser mantido elevado, seco e aquecido. Antibióticos devem ser administrados e, possivelmente, uma dose de vacina antitetânica. Este tipo de lesão raramente ocorre nas mãos.

Nenhum comentário: