sábado, 5 de fevereiro de 2011

Explosão em mina na Colômbia matou 21 operários

Colômbia - As equipes de resgate da Colômbia concluíram em 27 de janeiro à noite as operações na Mina de La Preciosa, no Nordeste do país. No total, 21 mineiros morreram depois da explosão ocorrida no dia anterior. Os quatro últimos corpos de operários foram resgatados ontem. O fim das operações foi anunciado pelo coordenador do Comitê Local de Prevenção e Atenção a Desastres, Luis Alfonso Solórzano. 

As informações são da rede multiestatal de televisão, Telesur, com sede em Caracas, na Venezuela. Os corpos dos operários foram localizados a mais de 4 mil metros de distância da entrada da mina. Segundo Solórzano, as dificuldades na operação de resgate foram causadas pelo acúmulo de gás metano nos túneis da mina de carvão.

Em 26 de janeiro, houve uma explosão na mina de carvão. Para especialistas, a tragédia foi causada por um acúmulo de gás no local, que fica na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia. Na noite do acidente foram resgatados 14 corpos. O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, que estava na Europa onde participou do Fórum Econômico Mundial de Davos (Suíça), antecipou seu retorno para acompanhar as operações de resgate. Anteontem, o governo chileno enviou quatro especialistas em resgate de minas para cooperar com as operações no Nordeste colombiano.

Em 2007, a Mina de La Preciosa sofreu uma explosão semelhante à que ocorreu esta semana quando 30 pessoas morreram. Em outubro do ano passado, em outra mina houve também uma tragédia que provocou a morte de seis pessoas e deixou dois feridos.

Nenhum comentário: