domingo, 28 de dezembro de 2014

Conforto térmico - NR 36

Devem ser adotadas medidas preventivas individuais e coletivas - técnicas, organizacionais e
administrativas, em razão da exposição em ambientes artificialmente refrigerados e ao calor excessivo, para propiciar conforto térmico aos trabalhadores.

As medidas de prevenção devem envolver, no mínimo:

a) controle da temperatura, da velocidade do ar e da umidade;
b) manutenção constante dos equipamentos;
c) acesso fácil e irrestrito a água fresca;
d) uso de EPI e vestimenta de trabalho compatível com a temperatura do local e da atividade desenvolvida;
e) outras medidas de proteção visando o conforto térmico.

Quando as condições do ambiente forem desconfortáveis, em virtude da exposição ao calor, devem ser adotadas as seguintes medidas:

a) alternância de tarefas, buscando a redução da exposição ao calor;
b) medidas técnicas para minimizar os esforços físicos.

Deve ser disponibilizado sistema para aquecimento das mãos próximo dos sanitários ou dos locais
de fruição de pausas, quando as atividades manuais forem realizadas em ambientes frios ou exijam contato constante com superfícies e produtos frios.

Devem ser adotadas medidas de controle da ventilação ambiental para minimizar a ocorrência de
correntes de ar aplicadas diretamente sobre os trabalhadores.