terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Quedas: todo cuidado é pouco

No intuito de reduzir ao máximo estas ocorrências, relacionamos aqui as principais causas e algumas dicas que podem ajudar a prevenir as quedas:

- Pisos molhados e/ou escorregadios são uma causa muito comum de escorregões, tenha atenção. Mantenha sempre os pisos secos ou coloque placas, sinalizando que o piso está molhado ou escorregadio. Não encere o chão.
- Para alcançar objetos no alto, utilize escadas apropriadas, não suba em locais que não ofereçam total segurança, como cadeiras giratórias, banquinhos ou outras improvisações.
- Faça o possível para manter o seu ambiente de trabalho bem iluminado e organizado. Fios elétricos de computadores e de outros equipamentos e extensões de telefone devem estar fora da área de passagem de pessoas. 
- Nos locais onde houver corrimão, utilize-o sempre. Não suba ou desça escadas correndo. Apóie todo o pé em cada um dos degraus, antes de avançar o próximo.
- Prefira móveis com quinas arredondadas.
- Use sapatos adequados ao tipo de atividade que desenvolve. Sapatos de salto alto exigem atenção máxima e mudam totalmente a forma com que o peso do corpo é descarregado nos pés, aumentando o risco de queda.
- Se você tem alguma doença que cause distúrbios de equilíbrio (labirintite, problemas de pressão, diabetes, derrame, mal de Parkinson, fraqueza nas pernas, entre outros), deve ter a atenção redobrada ao descer e subir escadas ou locais onde haja desnível no chão. Procure o médico para fazer a investigação e o tratamento adequado.
- O uso de certos medicamentos pode afetar os sentidos e o equilíbrio. Mantenha-se informado com seu médico e não tome remédio sem prescrição, mesmo os fitoterápicos, chás, cremes, emplastros, elixires etc.
- Problemas de vista também podem confundir distâncias de corrimãos, degraus e irregularidades no chão. Se você usa óculos, cuidado com estas falsas impressões de vista, principalmente se eles forem bifocais, e certifique-se regularmente se seu óculos está adequado (dentro das especificações corretas) para o seu tipo de problema.
- Deficiências físicas ou algum tipo de deformidade nos pés podem colaborar para os acidentes. Verifique se tem alguma alteração de sensibilidade nos pés e mantenha suas unhas dos pés cortadas.
- A pressa e a falta de atenção também colaboram para que a queda aconteça. Mantenha-se atento.
- Comunique a Cipa quando perceber algum tipo de ambiente ou situação de risco (sem sinalização, com buracos etc).

Nenhum comentário: